May 14, 2017

"Ainda bem que eu escrevi sobre o Salvador antes"


Duas das primeiras frases que disse ontem ao ver que nos estávamos a distanciar durante a atribuição de pontos na Eurovisão foram: "É bem feito" e "Ainda bem que eu escrevi sobre o Salvador antes". No dia 11 já disse o que achava e onde os portugueses estavam a errar com ele, só que como é claro, ontem, após a vitória já não se lia uma única frase contra. É comum ao português. Mas talvez seja mesmo bem feito como eu disse. Era bom que quem ainda aponta o dedo a tudo quanto aparece percebesse que se calhar estão errados e tal como ele próprio disse "music is not fireworks...music is feeling". E ao ver a cara das pessoas enquanto o Salvador cantava a música explicou porque é que nós vencemos este ano. Pareciam estar todas apaixonadas, só pelo facto de conseguir sentir o que ele estava a dizer. E nem todas as pessoas conseguem transparecer isso. 

O Salvador está de parabéns e a Luísa também. Pelos prémios que já traziam consigo e pela grande vitória no final. Chegar ao coração das pessoas ainda vale a pena. Mostrar que se sente algo com a música e vivê-la é provavelmente uma capacidade que não está inata em todas as pessoas. Felizmente para ele está e foi a diferença que venceu. 

Aprendam portugueses. 
Aprendam.

Para quem não leu o meu desabafo sobre tudo isto antes, ainda o pode fazer. É só andar uma publicação para trás ou carregar aqui

E respondendo à minha própria pergunta: foi uma chapada de luva branca.


5 comments

  1. E ao Tetrafica não dás parabéns?

    ReplyDelete
    Replies
    1. O tetrafica esteve muítissimo bem! Mas eram só televisões a falar nisso!
      Do Salvador era só a RTP, porque também só ela é que podia...

      Delete
  2. Disse o antes e continuo a dizer, não me envergonho da minha opinião anterior ou acho que deixou de ser válida após o Salvador ter ganho o Eurovision Song Contest.
    Nos dias do festival da canção sempre disse que não queria que a música dele fosse a vencedora, não achava que se enquadrava para o festival em Kiev, visto que não se enquadrava no registo POP da Eurovisão. Sempre achei a letra da música linda e era o que mais me tocava, já a melodia é algo que até hoje ainda não adoro de coração, faz me lembrar músicas de embalar.
    Não comecei a apoiar a música assim que ela venceu, porque continuava "revoltada" por não achar que era uma boa escolha, mas após vê lo na terça feira, após ver como ele se mantinha fiel a si mesmo, como se entregava à música e como o público se entregava a ele senti me orgulhosa de termos levado alguém tão autêntico a Kiev.

    É como se costuma dizer: não podemos agradar a gregos e a troianos, o Salvador, tal como Jesus, não podia agradar a todos, a questão é que mesmo não gostando do que ele fazia, ele deveria ter tido um pouco mais de apoio por parte dos portugueses assim que foi selecionado, pois no fim de contas estaria tal como a seleção a representar Portugal além fronteiras.

    Felizmente ganhou, fez historia por ele e por Portugal e isso, infelizmente, faz muita gente esquecer a opinião, talvez, ingrata (o que até pode ser o meu caso) que teve a respeito dele.

    BLOG | FACEBOOK | INSTAGRAM

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mas no teu caso tens uma opinião pessoal sobre o tipo de música, sobre concordares ou não que se enquadrava. Ai penso mesmo que é uma escolha pessoal que pode variar a cada pessoa. Somos livres disso, por isso penso que claro tens o direito total de gostar ou não da música ou do encaixe neste festival! Eu acho que fez a diferença das outras todas mas pela positiva, mas já o penso desde inicio. Não mudei de opinião a meio só porque "sim". O que escrevi neste e noutro post, é sobre o facto de quem é diferente ser alvo fácil de criticar. É fácil apontar o dedo e dizer que não presta, que não sabe cantar (neste caso) ou que parece alucinado, sem tão pouco o ser. Vivemos assim em Portugal ainda e ser diferente é uma chatice por cá...

      Portanto... nada contra o teu pensamento!! Penso diferente por gostar da música em si, mas percebo o teu ponto de vista!

      Delete
  3. Nunca disse que de certeza que íamos ganhar ou de certeza que íamos perder... Adorei a música dele, achei lindíssima, mas nunca se sabe... Também gostei muito da prestação da Moldávia. A actuação de Portugal foi, de facto, a que mais se destacou e foi mesmo a minha favorita, mas acho que tanto podia ter corrido bem, como ainda bem que correu, como mal, com aquele pensamento "dentro da caixa" que muitas pessoas têm.

    Estou muito feliz pelo Salvador, pela Luísa e por nós! E acho mesmo que foi uma chamada de atenção para muitos "artistas" que por aí andam.

    Beijinho,

    Carolina
    w-her-e.blogspot.pt

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.