April 22, 2017

Todos falam no sarampo


Nos últimos dias todos temos ouvido falar no sarampo, todos temos comentado e abanado a cabeça a uma série de notícias que nos enchem as televisões constantemente. Todos temos algo a dizer, independentemente do que seja. Queremos expressar-nos, dizer o que nos passa pela cabeça. E eu não sou diferente. Também falei muito, também fiquei em choque ao receber a notícia de que a rapariga de 17 anos tinha morrido. 

Sabem, não é por mais nada, mas será que é preciso morrer alguém para que os olhos se abram? Ou apesar disso, será que muitos dos que tomamos a decisão de não vacinar as crianças que vão nascendo vão continuar sem as vacinar? Acreditem ou não, não adoro médicos, não adoro a ideia de me ser colocado no corpo algo que me possa dar inúmeros sintomas chatos, porque ao fim ao cabo é um vírus que estamos a colocar no corpo. Mas, já pararam para pensar que é necessário que o nosso corpo o reconheça para se defender dele? É como se estivéssemos a dar uma aula ao nosso corpo. Fazemos o mesmo quando os mais pequenos andam pelo chão, pegam coisas e põem na boca. Tem bactérias, tem um monte de coisas que nós detestamos, mas eles precisam disso. Precisam de estar em contacto com o que faz mal para que se consigam defender. 


Eu quero acreditar, que a percentagem vá diminuir. E não estou a incluir os pais que são aconselhados pelos médicos a não o fazer. No caso desta jovem, penso que saiu numa notícia que tinha outro problema associado na pele e foi aconselhada a não levar a vacina. Se eu fosse mãe e o médico me aconselhasse nesse sentido, provavelmente eu iria fazer o que ele me recomendasse. Mas será que o outro bebé que transmitiu a esta jovem, não deveria ter levado? Estarmos vacinados é essencial para que não voltemos ao antigamente. As epidemias eram muitas, eram devastadoras, e nós estamos em pleno século XXI. Estamos longe de ser o que éramos, ou então sou eu que estou errada e afinal a nossa mentalidade parou no tempo. 

Eu ainda não consigo aceitar que uma pessoa morreu com sarampo. Não consigo perceber como é que existem pais que não querem os filhos vacinados. Não consigo, nem quero conseguir entender. Eles precisam disso. Eles são pequenos e precisam que sejamos nós a olhar por eles. Eu nunca tive sarampo, fui vacinada. Agradeço isso aos meus pais. Hoje em dia trabalho com crianças e por me preocupar com o seu bem-estar, faz-me confusão. É só isto. Faz-me confusão. Eles são tão pequenos. Precisam de proteção. 

1 comment

  1. Subscrevo tudo o que disseste. Para além de decidirem não vacinar os próprios filhos e assim colocando-os em risco, acabam por colocar outras crianças ou até pessoas em risco.
    Acho que as crianças devem ser vacinadas, eu também sou e ainda bem!
    'Get Up, Makeup

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.