February 11, 2017

Fifty Shades Darker // THE MOVIE


Ontem à noite foi a minha vez de sentar-me na sala de cinema e assistir ao segundo filme desta trilogia. Como vocês devem calcular, e apesar de não ter partilhado convosco, estava cheia de curiosidade por todas e mais algumas polémicas que foram surgindo desde que o primeiro filme chegou às salas de cinema. Alguns gostaram do primeiro, outros odiaram, falaram das personagens, falaram da vida pessoal de cada um dos actores principais e mais uma série de coisas. A minha curiosidade não desapareceu, pelo contrário, achei que o que deveria acontecer era tentarem superar-se e com a mudança que houve na realização a força do filme, chamemos-lhe assim, poderia ganhar novos contornos e penso que foi isso que aconteceu.

Todos nós fomos para o primeiro filme com a curiosidade no topo e com as expectativas acima do imaginável, não tenho dúvidas disto. Daí alguns de nós que já vimos o segundo filme perguntarmos a nós próprios qual será o melhor «o primeiro ou o segundo?». Eu acho que são diferentes. O primeiro teve o impacto da surpresa, e para mim este segundo teve um impacto pela história, porque na realidade o primeiro situava-nos a todos, quer tivéssemos lido ou não o livro. Este segundo é para quem já sabe ao que vai e para quem conhece os livros, se não vamos ficar a perguntar quem é esta personagem ou aquela, como é o caso de Leila ou de Jack. Eu li os três livros, sabia quem seria as personagens e a verdade é que ajudaram bastante à evolução do filme. Assim como a personagem de Christian Grey, que sofreu uma enorme evolução tanto a nível emocional como físico. A nível emocional não se esperava outra coisa, todos os males que lhe aconteceram, todas as suas sombras apareceram e começaram a ser remexidas por insistência de Anastasia. Isso fez com que começássemos a ver outro lado do filme e da personagem de Christian que não é só uma pessoa com gostos e hábitos peculiares, é uma pessoa que nem sempre tomou as decisões que provavelmente deveria ter tomado e que o encaminharam para um mundo diferente, onde o amor não entrava. Muito resumidamente para mim, estas três últimas frases falam muito da personagem do Mr. Grey, e na minha opinião ele faz com que todas as personagens cresçam em torno da sua própria mudança. A Anastasia penso que manteve a sua linha, apenas mais predisposta a entrar no mundo dele, tentando chegar a alguns gostos de Christian e penso que já da própria Anastasia. 

Agora, sobre o filme em geral, penso que tal como descrevi alguns pontos que o melhoraram, ele está de facto mais desenvolvido, com mais história e finalmente para quem pensava ou pensa que este é um filme apenas com cenas extremamente óbvias de gostos peculiares, para mim não é. É um filme, estamos no cinema, sim estamos. É uma história, sim é. Mas é uma história de amor, onde finalmente no segundo filme ele começa a libertar-se dos seus problemas, onde quebra as fronteiras que tem no seu próprio corpo. Sem regras, sem castigos, sem segredos. E um desses momentos e para mim, um dos melhores do filme é relatado pelo momento em que ambos estão de joelhos no chão. 












Outro momento igualmente bonito e que vai para além da ideia básica que muitos têm é após o acidente de Christian. A aproximação dele à família, à própria Anastasia. Penso que este é o filme da mudança de Christian e quanto mais vos conto pormenores, mais chego a essa mesma conclusão. Agarra-nos ao filme. Mas, para não falar só na história de amor que para mim o filme representa, posso falar também da banda sonora que está como no primeiro filme - excelente. Acertaram em cheio e desta vez, sem roubar a força da música da Ellie Goulding, chega a música de ZAYN e Taylor Swift - «I Don't Wanna Live Forever» - enquanto estão no barco. Tal como a de Ellie Goulding, enquanto estão no ar.



Estão todos de parabéns. Eu adorei o filme e voltava a vê-lo hoje para ficar atenta aos pormenores que numa primeira vez acabam por passar. E agora espera-se por 2018 para assistir ao terceiro e derradeiro filme.

2 comments:

  1. Primeiro que tudo: UAU. O teu blog está absolutamente lindissimo! Muitos parabéns Joana!!
    Agora em relação ao filme, estou super curiosa para o ver e as tuas descrições deixaram-me ainda mais entusiasmada.

    myboulevardblog.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Acho que é de facto impossível não se gostar deste segundo filme, contra todas as críticas do primeiro. Não sei se já reparaste, mas no primeiro choviam críticas e comentários depreciativos em tudo o que era blogues e redes sociais... deste segundo não se vê nem 1/3 das críticas, e as que existem são indubitavelmente positivas! :)

    Gostei muito do teu post. E fiquei feliz por teres gostado, não queria ter-te induzido em erro! Eheh beijinhos

    ReplyDelete