November 20, 2016

Às vezes não sei o que é isto de viver em sociedade

Sinceramente há dias em que não faço ideia do que é isso. Supostamente era conseguirmos viver "bem" uns com os outros. Saber estar, falar, respeitar e outros tantos verbos, no entanto, parece que acontece precisamente o inverso. Pessoas que não sabem estar nos locais onde estão é o pão nosso de cada dia. Pessoas que não sabem falar umas com as outras, não sabem pedir, não sabem ser minimamente simpáticas ou até mesmo cordiais. É assim e é assim. E não param dois segundos para pensar que talvez as pessoas não sejam assim tão tontas que não entendam que há ali uma ponta de maldade, uma ponta de ironia ou exigência. Isso faz-me confusão. Acho que com o passar dos anos este tipo de atitudes ou de falta delas me incomoda cada vez mais. Deve ser a idade. Se não for da idade, provavelmente é falta de paciência e necessidade de calma nos meus dias. 

Sabem aquele tipo de pessoas que respeita-se a si próprio e já não é mau? Essas também me incomodam. Aliás, com o passar do tempo a tendência é essa, mais não seja porque esse tipo de massas intensifica-se. A chamada «malta que olha para o seu umbigo». Cá para mim eu é que estou mal. Para quê sermos pessoas cooperativas e simpáticas? Deve ser este o pensamento que vagueia por essas cabeças no ar que andam por aí. Ajudar o próximo dá muito trabalho e pedir em vez de exigir é algo que não pode acontecer. Vivemos num mundo do «» e do «agora».


No comments:

Post a Comment