September 23, 2016

de cabelos em pé com os autocarros


Será que ainda se lembram da senhora do autocarro? É provável que se lembrem. A tal senhora que usava roupa inapropriada para a idade, mas que achava que fizesse frio ou calor, uma saia curta resultava sempre? Essa mesma. Agora, para além da senhora, que já não a vejo há mais de um mês ou dois (não que ela deixasse de andar de autocarro certamente, mas sim porque eu não partilho o mesmo autocarro que ela de momento), tenho um motorista que não deve ter muito amor ao emprego que tem e que neste momento já conta com uma queixa indirectamente, digamos assim. 


Nas últimas semanas, as coisas têm sido muito complicadas ao que toca a andar de autocarro. Felizmente que não é todos os dias. Porém, quando é, é em bom! O tal motorista de que vos falo, fez o favor de me mandar a mim e a todas as pessoas da paragem dar uma curva, mais coisa menos coisa. O autocarro não está bom, portanto, orientem-se. E lá foi ele. E todos nós sem forma de irmos trabalhar. Muito bom, não acham? Passado uma semana, sensivelmente, os atrasos de dez minutos tornam-se permanentes e uma senhora um pouco mais velha que eu, disse-lhe que estava atrasado (e acreditem que faz diferença este tempo, neste autocarro). Não é que o querido motorista, disse que até poderia ser mais tempo? 

Não sei se vocês passam pelo mesmo que eu, se têm histórias deste género ou ainda mais irritantes, mas se tiverem, partilhem comigo porque pode ser que ache que a coisa não é só comigo e que há por aí mais motoristas avariados e com pouco amor ao emprego. 


2 comments

  1. Actualmente não ando muito de autocarro, mas antigamente andava e tinha histórias assim xD

    ReplyDelete
  2. Se há coisa que não deixa saudades é esse tempo quando tinha de andar de autocarro. Eu sei que não devia ser assim mas não gosto nada de transportes públicos:)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.