February 23, 2016

As sufragistas | Movie

Hoje falo-vos de um filme que vi no fim-de-semana! Já andava curiosa com este filme faz algum tempo, e a verdade é que valeu a pena vê-lo. Para quem não sabe o filme fala da luta pelo direito ao voto por parte das mulheres e como sabem, eu tenho aqui um lado de defensora deste género de coisas. 


Acho muito sinceramente que naquela altura deve ter sido mais do que complicado seguir em frente e ter força para não desistir. O mundo não era de facto feito para as mulheres. Mais do que uma luta por direito ao voto, para mim o filme representa uma luta pelo direito a ser mulher, a ter igualdade e sobretudo a ser respeitada. Ao longo do filme vemos que as mulheres são abusadas no trabalho, não só pelo tipo de trabalho representado (focam uma fábrica onde se engomava a roupa e que tinha fumos, entre outras coisas que acabam por dar cabo dos pulmões das funcionárias), não só por trabalharem desde muito crianças, mas também porque todas ou quase todas eram abusadas sexualmente. 

Todas as descrições feitas pela Maud, uma das personagens, mostram que era lutar ou morrer. Lutar, ou ser vista e tratada como lixo. Sem qualquer valor. Isto para mim é complicado de digerir, acho que até há bem pouco tempo poucas mulheres tinham direitos e infelizmente acho que em muitos sítios ainda é algo que nem existe. O meu sistema tem uma tolerância negativa sobre este tema. Sempre teve e sempre irá ter. Por isso recomendo a todas as mulheres e homens que o vejam. Vale muito a pena. 

No final do filme, mostram as datas relativas ao direito ao voto ganho pelas mulheres de diversos países e ao ver todas aquelas datas, apercebi-me que é recente. Não se pode dizer de modo algum que tenha sido há algum tempo. 

Para mim, deveria ter sido desde sempre...

4 comments:

  1. Já vi o filme à uns meses e adorei , apesar de já termos o voto hoje em dia muitas das situações retratadas no filme ainda acontecem!
    beijinhos
    abelezados20.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Estou ansiosa por o ver. É uma temática que me toca particularmente.

    Beijinhos,

    ReplyDelete
  3. Incrível!

    Mónica Rodrigues dos Santos
    http://cupcakewomen.blogspot.pt/

    ReplyDelete