December 19, 2015

Perder o medo do dentista

Ontem foi o dia de ir ao dentista novamente, mas desta vez não teve nada haver com o aparelho. Decidi que ia tirar mais um dente do sizo, desta vez um dos inferiores que supostamente doíam mais e custavam mais a cicatrizar, mas a verdade é que eu acho que sangrei menos e hoje acordei "bem", dentro dos possíveis é claro. Não sou muito de me queixar, e ontem felizmente deram-me logo algo substituto do gelo e isso talvez tenha ajudado. É verdade que me dói o osso, foi mexido e isso não tem volta a dar, mas talvez esteja a ficar calejada e senti-me com coragem logo para não me encostar. Acho que o pior momento talvez tenha sido umas horas depois, quando a anestesia passou e  a dor aguda no osso chegou. O facto de ter a gase para absorver o sangue, pelo menos a mim, não me ajuda ou facilita. Causa-me mais dores a nível maxilar e só quando finalmente a pude tirar é que as dores aliviaram. Como sou uma corajosa, optei por não tomar nada. Sim, arranquei um sizo e não tomei nada. E provavelmente já nem irei tomar. A única coisa que estou a colocar é um gel cicatrizante para acelerar o processo. 


Quem me viu e quem me vê não é? Aquela rapariga que chorou na primeira vez que entrei no dentista, é agora aquela que já pede para arrancar dentes com antecedência. Mas tudo tem uma explicação. Vou entrar no ano de 2016 com a colocação do aparelho inferior e não quero ter dentes por arrancar. Podia arrancá-los depois, é verdade, mas prefiro ficar já despachada desta parte e não ter de me preocupar mais com isto. Não podia fugir eternamente à extração, por isso, é melhor não fazer filmes e tirar já o que há para tirar. Dia 7 há mais extrações (duas de uma vez) e dia 9 coloco o aparelho inferior. Estou a tornar-me mesmo uma corajosa não estou? 


Mas, contrariamente ao que disse ontem no consultório, que foi dito completamente a brincar, não vou falar mal de ninguém, muito menos do médico. O facto de entrar para a consulta e saber que posso refilar à vontade e que posso dizer o que penso ajuda muito, porque nunca foi de facto fácil para mim entrar num dentista. Agora já vai sendo, mas nesta última semana andei com os nervos em franja e por isso fui para a consulta extremamente nervosa. Sabia que ia chegar lá e que provavelmente o meu médico iria querer tirar o meu querido dente de leite, e que eu não iria querer. A verdade é que ele já esteve cá tanto tempo, mais uns dias, menos uns dias, não fará diferente e pelo menos permite-me andar na rua mais à vontade. Trabalho com crianças e não é nada fácil enfrentar estas coisas. Prefiro resguardar-me ao máximo e com a colocação do aparelho por perto, sempre disfarça mais o buraquinho que ficará cá. Compreendem, não compreendem? O meu médico acabou por ceder e me fazer a vontade, mas acreditem que foi por eu ser uma tremenda chata e fincar o pé a dizer que não queria! No fundo, eu percebo que seria para meu bem, mas só de pensar dá-me voltas ao estômago. Mas tenho a agradecer pela paciência, não é lá muito fácil aturar uma desbocada como eu, que diz tudo o que pensa, até mesmo no consultório. E olhem o perigo, não é?? Porque eu estou lá sentadinha, se me portar muito mal, estou tramada! 

Estão a ver o meu ar, não estão? Já devia estar a levar nas orelhas...



Enfim pessoas, já perceberam que está tudo bem, que estou a ficar calejada e sem grandes medos! Basta sentirmo-nos bem e confiarmos um pouco que a coisa vai-se dando. E sim, vou comer docinhos na mesma!

[Não se esqueçam que mantenho protocolo com o Instituto. Qualquer informação que precisem, contactem-me]

5 comments

  1. Joana o teu post foi muito importante para mim . Ando a adiar faz um ano a extração dos dentes do siso! Tenho tanto medo ;( nestas coisas sou uma autêntica mariquinhas :( contudo depois da tua descrição senti me com mais força porque não posso adiar para sempre ! Vamos lá ver, qualquer dia será dia :( eu também tenho um dente de leite atrás para tirar é só de pensar ficar sem ele;(((
    Beijinhos e obrigada por partilhares

    elisaumarapariganormal.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Minha linda, não estejas nessa ansiedade. Nós não somos todos iguais e não temos reações iguais em todas as circunstâncias, mas já tirei 4 dentes, em menos de 6 meses, porque é de facto necessário. Faltam mais dois. Se ainda não tinhas visto estes meus posts sobre o meu medo do dentista, começa a vê-los do inicio... é na etiqueta "Agora é altura de mudar". Chorei na primeira consulta, fui-me abaixo ao extrair um dente extra que tinha entre os incisivos da parte superior...e estou cá! Se me perguntares se hoje me dói, eu não vou dizer que não, dói-me... mas estou bem! Falo bem e tento comer o que consigo... dois dias de pois estarás bem quase a 100%. Basta que calhes numas boas mãos. A verdade é esta...

      Beijinhos e não adies mais!

      Delete
    2. Vou ler. Confesso que este assunto tem sido um pouco terrorífico na minha cabeça e adio adio adio...
      Só mais uma questão...é possivel extrair dois dentes num dia e ir trabalhar no dia seguinte? Sei que cada caso é um caso mas quando me falaram disseram que seria tão simples que poderia ir trabalhar logo...mas a verdade é que mesmo pondo tudo bem "rosa" o meu medo persistia :(
      Vou ver os outros posts . Obrigada Joana:)

      Delete
  2. eu fiz a extracção de 1 dente do siso e passei tão mas tão mal que jurei para nunca mais, mas a médica também não ajudou em nada (bruta, sem consideração e muito fria), tanto que agora para além do pânico que já tinha, decidi que enquanto nao me doerem ou algo grave não tenciono extrair os restantes. tive 1 semana práticamente de cama, não consegui comer e o inchaço não passava. ahah acho que só de pensar consigo sentir a dor ahah

    O teu post vai ajudar muita gente de certeza, adorei :D
    beijinhos, jess
    girlygirlsthinkpink.blogspot.com

    ReplyDelete
    Replies
    1. Bem Jéssica, nem sei bem o que te diga, ou melhor até sei. Compreendo o medo que provavelmente agora sentes. Devia ser tanto quanto o que eu tinha até ter entrado pela primeira vez neste verão neste dentista. Tinha pavor do que por aí vinha, porque sabia que o meu caso não era fácil e que certamente teria imensas coisas para fazer dentro da minha boca.

      Acredito que agora não te queiras aproximar do dentista, mas a verdade é que os dentes do sizo estarem aí não fazem rigorosamente nada. Aliás, só te irão prejudicar provavelmente, ora por não terem espaço, por empurrarem os outros ou simplesmente por podem ficar com cáries mais rapidamente no meu entender, do pouco que vou sabendo.

      Se entrares num consultório e não te sentires confortável, talvez não devas ficar, deves procurar aquela pessoa que te faça sentir confortável. Eu senti isso quando lá fui, apesar de ter chorado baba e ranho. Para mim foi um enfrentar de um medo antigo, demasiado antigo até, mas que já está a passar. E se publico estas coisas é porque espero que as pessoas percam mesmo o medo. Existem médicos dentistas e parece que também existem sapateiros, mas cabe-nos a nós tentar entender qual nos calha. Eu também mostro logo aquilo que sou e todos souberam do meu pavor, o que tornou tudo mais fácil para mim.

      Espero ter-te ajudado e que um dia me venhas dizer que voltaste lá para tirar e correu bem! Beijinhos

      Delete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.