August 26, 2015

Esta coisa de sermos mulheres...

Já não escrevia nesta categoria do meu blog há largos tempos, mas ontem enquanto estava ao telemóvel com o meu homem, estávamos a falar de um post que A Pipoca Mais Doce fez, sobre uma amiga e pronto antes de ele dizer o que estava a ler, já eu estava a adivinhar qual era a frase que vinha por aí. 
No que toca a relações e ao que nós mulheres em grande fazemos ou dizemos em determinadas situações é melhor do que jogar no euro milhões! O tema mulheres, homens e relações... digamos que é assim dos meus favoritos para escrever e escrever, sem dizer nada de novo, é verdade, é quase uma constatação do óbvio, mas gosto imenso, o que é que há a fazer? Digamos que somos um bocadinho previsíveis, mas se calhar a Pipoca até tem razão no que diz! Nós mulheres nem sempre sabemos o que queremos. Adoramos as borboletas e o nervoso que sentimos quando estávamos apaixonadíssimas, mas depois a dita paixão fica mais calma e se não houver o amor estamos feitas e começamos a sentir falta de qualquer coisa. Porque nas relações é preciso um pouco mais do que essa paixão, embora eu mesma a tenha sentido quando conheci o meu homem e quando comecei a sair com ele. É bom, não é? Sabe bem. Mas uma pessoa depois quer o resto.
Só que depois muitas de nós largamos o homem que nos dá só a paixão e agarramos numa relação mais calma, mais certa e estável e depois perguntamos para o nosso intimo "Então e a paixão e as borboletas, fugiram??" e achamos que é o fim do mundo, porque se calhar não gostamos da pessoa em questão... Pois, se calhar até podemos não gostar, mas por outro lado podemos apenas precisar daquela agitação inicial que pode nem sempre ocorrer ao que parece. Comigo ocorreu e por isso não posso basear-me em mim, mas eu sou uma romântica incurável, uma autêntica lamechas. Contudo, acho perfeitamente normal que ao fim de alguns meses, 3 ou 4, algo por aí, se sinta ainda mais paixão ou amor, como queiram, pela pessoa com que estamos. O que seria, se assim não fosse? Conhecemos mais dessa pessoa, vivemos mais com essa pessoa, enfim, uma data de coisas que nos fazem ainda querer essa mesma pessoa mais. Mas isto é só a minha opinião! É claro que se esperarem uns 8 meses para sentir, talvez seja mais estranho, até porque passados alguns meses somos capazes de ver mais defeitos e coisas que nos fazem torcer o nariz, maaaaaas, é normal. Acho que é o normalmente acontece.

Só não sei porque é que nós mulheres somos uma indecisas, e sentimos logo falta de qualquer coisa tanto de um jeito como de outro! Acho que é algo nosso, algo que nos corre nas veias ou então somos só umas tontas. Eu estou muito bem, com muito amor e é assim que quero estar. 

6 comments

  1. Acho que não preciso dizer grande coisa, até porque partilho exatamente a tua opinião ♡

    http://deixa-me-contar-te.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  2. Nada melhor que, depois da sensação das borboletas no estômago, assistir a um sentimento maravilhoso a instalar-se e a mudar a nossa vida por completo. Beijinhos, Rita

    ReplyDelete
  3. Acho maravilhoso passar de uma fase para a outra e ir redescobrindo as borboletas aos poucos, com pequenas coisas :)

    ReplyDelete
  4. Olá Joana, nomeie o seu blog para a TAG "Um Pouco de Tudo", espero que goste do meu blog e espero por essa sua tag :)

    http://www.umblogsobremim.tk/2015/08/tag-de-tudo-um-pouco.html

    ReplyDelete
  5. Tudo o que disseste é verdade! Já dei comigo a pensar que as borboletas e a paixão fugiu mas depois vi que estava errada :) Às vezes é preciso inovar um bocadinho para reinventar a relação.
    Beijinho,

    A Cerejinha ❤

    ReplyDelete
  6. Amor é sempre importante, continuação de felicidade :)

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.