July 23, 2015

5º dia no Instituto | Ainda restaurações?


Sim, ainda. É assim que começa esta publicação, porque hoje vou querer falar um pouco sobre o porquê das minhas restaurações e também qual é a razão que nos leva a ter de as fazer e mostrar que sem elas as coisas podem correr mal. 

Eu calculava que tivesse algumas, não saberia quantas até chegar ao Instituto Médico e Dentário do Barreiro. Confesso que fiquei assustada na altura que ouvi o que teria de fazer até chegar à colocação do aparelho de ortodontia. Tal como disse no primeiro post sobre esta mudança na minha vida, chorei, tentei controlar-me, mas chorei. Nada a fazer. Por isso, hoje decidi tentar alertar-vos para estas malvadas!

Ora então, porque é que pode correr mal? 

A culpa disto tudo são das malditas das cáries dentárias, pois elas acabam por ser a patologia oral mais frequente entre a população. São as ditas cáries que podem levar a problemas que não nos trarão nada de bom de futuro, como por exemplo: diminuição da função mastigatória (ou seja, problemas em mastigar os alimentos),  podem provocar perturbações fonéticas, causar dor e originar complicações infecciosas com repercussões locais e gerais.

Eu acredito, e vocês também deviam acreditar que uma boa higiene oral, com direito a escovar os nossos dentinhos cerca de 3 vezes por dia, o uso do fio ou fita dentária e uma destartarização de 6 em 6 meses, pode de facto diminuir a a aparição destas meninas.

A evolução é mais ou menos assim
Nem sempre a culpa é só de "não-lavarmos-bem-os-nossos-dentes", porque foi-me dito que eles estavam de facto bem lavados por duas das doutoras com quem já estive no Instituto. A questão é que até o formato dos nossos dentes, mais propriamente os molares, também não ajuda a tarefa. Digamos que é preciso concentração quando estamos a lavar os nossos dentes, em vez de andarmos a vaguear pela casa ou a pensar nas mil e duzentas coisas que temos para fazer, porém, não somos só nós os culpados. E eu quis saber se seria apenas e só culpa minha para evitar ao máximo o aparecimento de mais cáries. 

Quando estas desgraçadas aparecem, só temos mesmo a hipótese de ir ao dentista e acabar com elas. A verdade é esta. Já não há nada a fazer, mas é uma remoção tranquila com direito a anestesia local, por isso, uma dormência e talvez uma sensibilidade ou outra e já está!

Por isso, toca a lavar os dentinhos e a visitar mais o dentista, sem medos e sem traumas, que esses sim, foram os principais causadores do meu afastamento desses "tão-assustadores-médicos", acabando por me prejudicar mais ainda. 

2 comments:

  1. Tenho o hábito de lavar os dentes sempre após cada refeição.Por isso no minimo lavo 3x ao dia e sinto que os meus dentes estão sempre saudáveis e limpos. Hoje, já me custa comer fora de casa porque sei que não vou lavar os dentes após a refeição. Obrigada por elucidares um pouco sobre este problema que muita gente ignora. Gostei ;)

    ReplyDelete
  2. Como te compreendo! O mês passado fez um ano que coloquei aparelho mas antes disso passei umas quantas vezes pela cadeira do dentista pois tinha também umas quantas caries... A maioria delas pelo que me disseram devia se ao fato de ter os dente tortos e isso dificultar em muito a nossa higiene oral. Depois da colocação dos ferrinhos estava receosa que elas voltassem a aparecer mas felizmente tal não aconteceu, pois a escovagem passa a ser feita de uma forma mais minuciosa...
    Mas tudo isto vale a pena, a nossa saúde oral e o nosso sorriso agradecem!

    ReplyDelete