May 19, 2015

Será que a violência e as mortes vão terminar?

Não sei por onde começar a escrever. Os dedos não sabem em que teclas hão-de carregar. A capacidade de escrita tem sido completamente levada pelos dias complicados e pelos afazeres, mas, não se fecha os olhos a tudo o que tem vindo a ver nos últimos dias. Não se fecha, ou, pelo menos eu não fecho. 

Não compreendo como é possível chegarmos a ver tantas notícias más a passar pelas nossas televisões. Cada vez mais detesto ver noticias. Já era uma característica muito minha. Chegar a casa, após um dia longo, ligar a televisão e deparar-me com uma mulher agredida, mais de não sei quantos casos em que alguém foi morto, jovens a praticar bullying, outro a matar por inveja, enfim, eu não sei onde isto tudo irá parar e sinceramente acho que não quero descobrir. Não acredito que vá parar a algum lado bom. 




No domingo, o Benfica foi bicampeão, óptimo. É o meu clube, mas não sou maluca por futebol. Ouvirem-me falar de futebol é provavelmente uma comédia pegada, mas ligar a televisão e ver que um homem foi espancado pela polícia aparentemente sem razão, e, que os seus filhos assistiram a tudo? Já não tem graça alguma. Nada justifica a atitude do polícia. E quando digo nada, entenda-se que nada do que possamos ter visto pelas imagens.

É este o país que temos, é este o Portugal que vejo nos últimos tempos. As mortes são mais do que muitas, o serviço que deve ser prestado pelos polícias nem sempre é o melhor, ou por outra entidade. Eu não compreendo o que se passa com as pessoas. É a maldita crise de valores. Se é que se pode chamar crise, porque para mim já não estamos em crise. A falência é tanta, que provavelmente já nem existem. E se eu gostava que as coisas fossem diferentes... Mas não é o que vejo ou o que prevejo. Não reconheço valores em praticamente ninguém, não reconheço capacidade de educação nos pais de hoje, não reconheço um sentido de bom senso em praticamente nada. Não existe entre-ajuda de uns para com os outros. Há falta de muitas coisas...

Não sei onde isto irá parar. 

1 comment

  1. Num mundo utópico talvez a coisa mude, mas isso não é coisa que exista.

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.