April 13, 2015

Hoje é o dia do beijo...


... e que vontade tinha eu de te beijar agora. Quer dizer, tenho-a todos os dias. Ok, se calhar também existem os tais dias ou momentos em que te dava era um chuto no rabo. Está bem. Era um chuto meiguinho. Era meiguinho porque na realidade é que tenho mesmo essa como uma vontade diária, ou noturna. Tenho-a sempre comigo. E o que mais me irrita é quando nos chateamos e mesmo assim a vontade não desaparece (é daí que vem o chuto no rabo, já entendi!). 

É bom quando essa vontade nos persegue todos os dias. Não é por hoje ser "o dia do beijo" que tenho de querer-te mais, de desejar-te mais. Não é, nem nunca vai ser. Eu quero-te sempre da mesma forma, e quero beijar-te todos os dias. É coisa que não me enjoa, não me cansa. E não, não fico enjoada por seres sempre tu, por serem sempre os teus lábios que beijo. Muito pelo contrário. São sempre os teus lábios que quero beijar, os teus - mais nenhuns. Felizmente que hoje já te beijei. Ai de mim se não o tivesse feito. Os dias são sempre melhores quando te beijo. Quer dizer... afinal, acho que os dias são melhores quando tu me beijas. É sempre melhor quando és tu que me puxas, quando és tu que me agarras, quando és tu que me mostras que me queres a mim - com força, com amor, com tudo o que tu és e com tudo o que tu tens.


Hoje pode ser o dia do beijo. Mas nós, temos todos os dias o dia dos nossos beijos. Do beijo que me dás quando chegas ao pé de mim, dos que me dás sem qualquer razão aparente e também dos que dás quando te vais embora e te despedes de mim. Pior são os que ficam por dar, não é? É o stress da vida, é o dia-a-dia que às vezes não permite que as nossas bocas se toquem. É o corre corre enjoativo. Mas, nada que um beijo não resolva, não é? Se não sabes, devias saber. Os teus beijos - aqueles cheios de força, cheios de vontade de mim, aqueles beijos tão grandes que nós conseguimos caber lá dentro - são capazes de resolver tudo (ou quase tudo). Os beijos e as palavras. Os beijos e os gestos de carinho. Os beijos e o tudo que é dito ao ouvido. Os beijos e o dar a mão. Os beijos que arrebatam e enchem o meu coração. Os teus beijos. Pois... era desses que estava a falar. Os teus beijos são isso e são muito mais. Mas para mim, são os melhores do mundo. 

Podes fazer o favor de nunca deixares de mos dar? 

Se estiver a pedir muito diz-me. E se estiver a pedir pouco, dá-me tantos quanto quiseres. Mas não quero que deixes de mos dar. Os teus beijos são capazes de resolver (quase) tudo, já te disse? 

É por isso que não quero que mos deixes de dar. Beija-me e diz-me o que sentes, sempre. É tudo o que te peço. E não, não te digo para me beijares e dizeres que me amas. Digo-te para me beijares e me dizeres o que sentes. Podes sentir tantas coisas, e eu, quero sabê-las todas. 

Hoje é o dia do beijo. E eu já te beijei. E tu já me beijaste. Mas agora, beijava-te outra vez. 

Para ti, João. 
Amo-te.

7 comments:

  1. E que bom é beijarmos todos os dias a nossa metade :) não tenho sempre essa sorte, mas aproveito da melhor maneira quando posso!

    Gostei muito Joana!
    Beijinho

    ReplyDelete
  2. Que palavras tão bonitas, querida :')

    ReplyDelete
  3. Tão bonito o que escreveste. :-)

    http://ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

    ReplyDelete
  4. Para quem ama o dia dos beijos é em qualquer dia a qualquer hora!

    Gostei muito de conhecer este blog, e adorei o texto! Já estou a seguir!

    Bjxxx

    ReplyDelete
  5. Amor, antes de mais digo-te que adorei o texto, mas na verdade enquanto adoro o texto, AMO-TE a ti. AMO os teus beijos, AMO os teus abraços, AMO estar junto a ti.
    Verdade que ontem conseguimos trocar alguns beijos, não tantos quanto o desejado (se é que alguma vez esse número é atingido), mas os que foram permitidos pelas actividades profissionais. Hoje infelizmente a realidade não é a mesma, falta o teu beijo, faltas tu...e falto eu aí junto a ti.
    O amor pode ser mostrado/transmitido de várias formas e o beijo é uma delas, mas o amor que sinto por ti não pode ser demonstrado só em beijos, porque não existem segundos suficientes para te dar tantos beijos quanto o amor que sinto por ti.
    Sei que não tenho a tua capacidade de escrita, sei que és e serás uma eterna apaixonada, sei também que tens muito mais facilidade que eu em passar os sentimentos para as palavras, mas sei também que irei sempre tentar estar minimamente à altura...mas ficarei sempre em dívida.

    Sei que vou AMAR-TE para sempre, que vou BEIJAR-TE eternamente, meu AMOR!

    ReplyDelete