March 04, 2015

Hoje é o teu dia, meu amor pequenino

Hoje é o teu dia. Fazes 6 anos, e eu não dei por eles passarem. Não dei por eles passarem por ti, por mim, por nós meu pequenino. Em Setembro já vais para a escola e eu pergunto-me como é que isso é possível. Pergunto mesmo. Sabes, parece que foi ontem que estava a tremer à espera que tu viesses cá para fora dizer olá a todos, mas não, não foi ontem. Lembro-me bem desse dia, do frenesim que sentia, do que fiz para me ocupar as horas de espera, porque tu és teimoso - como a tia - e só vieste ao mundo quando te apeteceu não é? Tinha de esperar por ti, mas por infelicidade, nessa altura a tia tinha um teste daqueles mesmo maus e precisava ir descansar. Quem te mandou sair após a meia-noite, não é? Após tantos anos, eu acredito que devia realmente de existir uma razão e que esse dia era especial. Só pode ser assim, caso contrário, hoje eu não sentiria o que sinto. Tinhas já um dedinho muito pequenino que adivinhava que naquela altura era mesmo disso que precisava não é? Eu acho que tinhas. Meu Deus... parece mesmo que foi ontem. Será impossível esquecer o dia em que me deste esse presente. Foi o melhor de todos os que já tinha tido e até hoje continuas a sê-lo. Ver-te sorrir, ver-te feliz, dá-me sempre razões e força. Tu és uma força da natureza, o meu amor pequenino. E a única pena que tenho é de não conseguir ver-te tantas vezes quantas o meu coração pedia meu amor. É a única coisa que me incomoda e me traz cabelos brancos. Porque tu, meu menino lindo, só me dás alegrias, só me dás razões para te amar sempre mais.

E sei que vou amar-te sempre mais. Queres saber porquê? Porque no fundo, tu és um bocadinho de mim, do meu sangue, do meu feitio. És um bocadinho meu sobretudo porque consegues trazer sempre o melhor de mim ao de cima. E ai de quem te queira fazer mal à minha frente. Vou proteger-te sempre que me seja possível, vou querer estar lá sempre que tu precises de mim, que tu me queiras telefonar quando te derem um telemóvel, quando me quiseres contar que tens uma namorada (quer dizer, tu já tens, mas pronto!). Eu sei que vou lá estar. Sempre.

Obrigado meu amorzinho lindo. Obrigado do fundo do coração. Ensinaste-me que ser tia é das melhores coisas do mundo, que é quando somos tias que recebemos os melhores beijos e lambidelas do mundo - e as melhores chapadas também - que é quando somos tias que recebemos desenhos feitos pelos nossos pequeninos, que é com eles que sorrimos e brincamos até enjoar, que contamos histórias dos livros e acabamos a inventar outra história totalmente diferente, que brincamos com brinquedos antigos, e com novos também. Acima de tudo ensinaste-me que poucos são os amores maiores do que aquele amor que sinto por ti. Por ti, eu sei que dava a volta ao mundo só para te ver bem. 

Se soubesse pôr em palavras o que sinto era bem mais fácil, mas já não sei meu amor pequenino.
A tia ama-te. Ama-te todos os dias. E jamais esquecerá este dia, passem os anos que passarem, o significado será sempre o mesmo. Tu serás sempre o mesmo. Meu querido Afonso. 

E já te disse que dás os melhores abraços do mundo? Aqueles apertadinhos que quase me tiram o ar?
Amo-te meu pequenino. Parabéns. 

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.