November 18, 2014

O que vale um abraço?

Procuramos muitas das vezes por gestos de carinho. E se eles são tantos... Há quem prefira um beijo e há quem prefira um abraço; eu continuo a dar preferência a um abraço assim daqueles muiiito fortes. Um abraço apertado, um dos que se fazem sentir só por si só; daqueles abraços que nos provam e comprovam que não estamos e que não iremos estar sozinhos. 

E se pensarmos bem nisso, não damos um abraço a qualquer pessoa. Não, não... abraçamos sobretudo quem amamos e quando temos vontade de abraçar. Acabamos chegando para perto, quem queremos por junto de nós. E eu sou de desconfiar, porque vou achar a vida toda que uns dos melhores abraços do mundo são do meu sobrinho lindo. Aliás, os abraços dos mais pequenos são sempre os mais carinhosos e sinceros. São tão bons de receber! 

É também no meio de alguns abraços, que existem grandes silêncios. Mas são os silêncios bons. E eu costumo dizer que existem dois tipos de silêncios. Os silêncios que se existem e transportam uma paz enorme, e os silêncios constrangedores e desconfortáveis. Neste caso, aplica-se o primeiro. Um abraço silêncio acaba dizendo tudo o que ficou perdido no meio de todo o silêncio que possam haver, basta que este seja sincero. É nos abraços que tantas e tantas vezes encontramos força para continuar, para nunca desistir e baixar os braços; os abraços podem não fazer milagres, mas podem erguer cabeças e corações, e a mim, fazem-me um bem imenso!


Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.