September 10, 2014

"Prometo falhar"

"Foda-se, que eu amo-te tanto. Que eu quero-te tanto, que eu preciso-te tanto. Foda-se, que é tão bom amar-te assim, como se me faltasse o ar quando me faltas e ainda me faltasse mais o ar quando te tenho. 

Hoje quero esquecer as palavras bonitas, as palavras mansas, e ser selvagem, duro e forte como é selvagem, duro e forte o que te sinto. Hoje não quero a poesia - senão a poesia de te querer como um louco, de te desejar como a vida. Hoje, amo-te em palavras grandes, em palavrões; foda-se que eu te amo tanto meu amor.

E o teu corpo. O cabrão do teu corpo, a perdição do teu corpo. Procuro-o como um dependente insaciável, como se não houvesse mais mundo para além da tua pele. E a verdade, a pura da verdade, é que não há. Há a curva dos teus ombros, o espaço vazio do teu colo, quando não estou em ti, a boca gulosa do teu sorriso. 

(...)

Quero que tudo o resto vá para o caralho se estiveres nos meus braços. 

(...)

Este mim que só quer a vida, a mais pura das vidas: amar até ao fim do dia, amar todos os dias, amar até que a noite chegue e amar até que a manhã volte a chegar. Amar-te para que nada me falte. Apetece-me em ti o fim do mundo. E chegas-me tu para nada me faltar. Chega-me que venhas, com esse teu passo de princesa e de demónio, esse teu olhar de «protege-me com carinho mas nunca deixes de me foder com força», e me digas para te dar a ternura sem te tirar o suor, para te dar a cumplicidade sem te tirar o gemido, para te dar a comunhão sem ter medo de te devorar, até à última gota, no chão. Chega-me que venhas e que te venhas, que me queiras e me precises. Chega-me que sejas uma espécie de tudo, esta espécie absoluta senhora do que sou e sinto, do que sinto e penso. Chega-me que sejas. 

Hoje precisava de te dizer que só os pequenos amores resistem com pequenas palavras. (...) O nosso é grande demais para sequer resistir com palavras como as outras, com palavras que já existem, com palavras que alguém um dia, por tanto serem ditas, colocou num dicionário. 

(...)

Fim.


Era bom que todos os amores fossem assim. 

1 comment: