September 04, 2014

Coisas importantes da vida

Quando recebo ou ouço alguma notícia realmente má, que pode ter ou não haver, normalmente incomoda-me. Quando me apercebo que algo não deveria acontecer de determinada forma, deixa-me a pensar ou até mesmo a questionar-me. E é aí que me caí tantas vezes a ficha, e me faz pensar em coisas realmente importantes, pessoas, e sobretudo no tempo.

Há uns dias, vi numa página qualquer do facebook uma imagem com um menino que nem água tinha para beber. E toda aquela água que mais parece lama, barro, é essa que serve para matar sede, para todos esses meninos e meninas beberem. Mas se calhar ainda há quem ache que deve continuar com os "banhos públicos". Sinceramente, já que querem ajudar uma associação, façam a contribuição...e já agora podiam seguir o meu conselho: juntavam todos os baldes de água que têm sido usados e enviem para os países que têm falta dela. O que acham?! Quem concordar erga um braço...E quem não erguer não deve ter sangue a correr nas veias, ou provavelmente não sentiu a falta de um bem essencial. Assim ajudavam ainda mais pessoas. Assim ainda se tornariam mais bem feitores. Mas eu não sou ninguém, não mudo o mundo, nem a minha opinião conta para nada....


E ontem, uma pequena grande infelicidade da vida, já mencionada por mim e por tantas e tantas pessoas. Sim, estou a referir a grande injustiça que aconteceu durante o dia de ontem. A pequena Nono, deixou os seus pais. E deixou uma data de anos que deveria e com toda a certeza merecia, após uma luta tamanha. O pouco que poderia ter para dizer sobre este assunto, disse-o ontem. É uma tristeza. Ninguém se encontra preparado para a perder. E muitos menos preparados estarão os familiares. E muito menos se aceita uma despedida destas, de alguém com apenas cinco anos. Não deveria ser assim, ninguém merecia... muito menos uma princesa


É por situações destas que por vezes acho que se deveria pensar melhor na vida que queremos, nos objectivos que tencionamos atingir. Seremos nós capazes de dar o nosso máximo? Estou certa de que fazê-lo todos os dias é impossível. Todos temos dias em que não nos apetece nada, todos temos alturas em que só queremos estar sossegados. Quem diz dias, diz momentos. Mas deveríamos lutar mais, descruzar os braços, deveríamos pensar que nada do que nos envolve é garantido. As pessoas não são objectos, têm sentimentos. Aproximam-se umas das outras, tentam fazer algo bem feito, para quê estragar? Para que tantas arrelias? Para quê tanto ódio? Vamos todos acabar com a mesma morada. Uns primeiro, outros mais tarde... Eu não creio que fosse necessário tanto ódio. Assim como não creio que fosse necessário tanto medo, e sobre isto, falo contra mim mesma. Viver com vários momentos em que se sente medo, não é bom para ninguém. Deveríamos tentar sentir a segurança desejada, mas isso depende de nós e dos outros. E no que toca aos outros, não podemos obrigá-los a entender-nos, não podemos fazer com que não se erre, porque todos somos falíveis. Todos cometemos erros. Mas se temos coração, nunca será tarde para pelo menos não cometer o mesmo erro mais do que uma ou duas vezes. 

O importante da vida são as pessoas, são os sentimentos. Não é nada do que é material. E nós, seres humanos, não todos, mas alguns, ligamos a tanta coisa que não é necessária... E quando perdemos alguém assim desta forma? De repente? Sem pedir autorização... Já não há tempo, já não há nada... 

Mas será que quando há tempo, fazemos por estimá-lo? Será que o aproveitamos da melhor forma ou continuamos a ser mesquinhos? 

Sorriam mais, tentem ser o mais felizes que possam. 

1 comment

  1. nice blog:)
    please visit me in free time:)
    http://mesmerize87.blogspot.com/

    ReplyDelete

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.