December 14, 2010

Adeus tio

Disse-te adeus à pouco mais de dois anos, parece uma eternidade de vez em quando; outras vezes parece que foi ontem que te vi - pena que isto não seja verdade. Mas, desabafos à parte, lembro-me bem de ti. Lembro-me do teu mau humor desgraçado, e lembro-me de como ficavas chateado comigo quando eu fazia alguma coisa que te desagradava. Lembro-me de ti. Lembro-me de te ver embrenhado em mil e uma coisas diferentes. Eras o senhor dos sete ofícios - pelo menos a minha mãe chamava-te assim - e eu concordo. 

Lembro-me, também, de te ver completamente enrolado na tua música e nas tuas pautas. Lembro-me de te ver a tentar ensinar-me uma música ou duas no piano, sem os acordes claro, só o básico, para que eu, pequenina na altura, aprendesse qualquer coisa. Posso dizer-te que ainda me lembro do que me ensinaste? Lembro-me, como se fosse hoje. Lembrar-me-ei sempre. Recordo-me de vires ter comigo e me dares um beijinho de boa noite, de todos os fins de semana serem passados na tua casa, e enfim.... Eu, lembro-me de tantas coisas, umas tão boas que deixam uma enorme saudade agora que já não te tenho. 

Eras um senhor. Sim, sem dúvida que sim. Todos nós temos defeitos e qualidades, mas admirava a forma como ias vivendo - sempre mexendo e inventando coisas novas que te ocupassem os dias, as horas, o tempo...

Infelizmente, lembro-me das últimas horas e minutos que te vi, que te dei a mão e um beijo. Lembro-me do aperto enorme que senti no coração. E lembro-me de desejar que simplesmente melhorasses. Mas não foi isso que sucedeu, para teu mal, sim, digo para teu mal, porque para nós vivos que cá andamos, mais dia menos dia iremos seguir adiante e recordar-te em algumas datas apenas - falo pelas pessoas, porque eu, lembro-me de ti várias vezes. Não fosses tu, como já disse, maluco por música da mesma maneira que eu sou. 

O adeus foi terrível, e agora restam as saudades e de vez em quando uma lágrima. Restam as lembranças, memórias, de coisas vividas contigo. Jamais te esquecerei, jamais esquecerei o que contigo fui capaz de aprender. Deste-me mais do que uma lição, mais do que duas - tantas - das quais irei guardar sempre, até um dia chegar até junto de ti. Um obrigado, e um beijo cheio, cheio, cheio de...saudades!

PS: Hoje visitei-te, Tio, e por fracções de segundo lembrei-me de tudo o que aqui escrevi.

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.