May 23, 2010

Desconhecido

Não sei onde andas, nem quem és. Não sei nada de ti, e quem sabe, será que me diz? Não. E eu continuo sem saber nada de ti. Procuro-te, em cada rua, em cada beco e neles acabo por me perder e me prender. Não arranjo a saída e volto para trás, perco tempo e o tempo é precioso; mas continuo a perdê-lo. E nunca descubro se é totalmente perdido ou não. A culpa é toda tua, não te conheço. Não sei quem és, só te vejo a sombra e através dela não consigo encarar mais nada. Estou cansada que só mostres a tua sombra, que não consigas mostrar mais do que ela. Aparece desconhecido. Eu estou aqui, talvez à tua espera. Porque já me fartei de andar à tua procura. 

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.