March 04, 2010

Um dia

O mundo gira, e continuará a girar sempre. Mas gira em torno de quê? Neste momento gira em torno dos teus caprichos, e dos de cada um que nele «mora». Caprichos ridículos que fazem com que as pessoas se esqueçam que o motivo pelo qual ele devia girar era o amor. Só vejo a falta dele, a falta que ele faz às pessoas que preferem os caprichos. Vejo isso nos olhos das pessoas. Sem amor, ele continua a girar é verdade. Mas de uma forma deprimente. Recheado de problemas, conflitos, complicações. Não me parece que seja difícil de entender a falta que ele faz. O amor, pode não resolver tudo o que existe de mau (ou de bom) pode não resolver, mas pode ajudar e as pessoas esquecem-se. E no fundo, eu, sei porquê. As pessoas já não conseguem ver realmente o amor, ou que essa palavra em tempos quis dizer ou transmitir. O amor pode não resolve, mas podia fazer com que mudanças (melhores) existissem. O amor é mais forte, e mais importante do que qualquer outro tipo de sentimento. E afirmo isto, porque, mesmo que digam a amizade; tenho uma resposta simples: para existir amizade, também é necessário existir amor entre essas pessoas. Mesmo que sejam amigos, os amigos têm de ter amor entre eles. O amor, esse sentimento, é essencial em todo o lugar. No mundo, devia ser ele a mandar. «para ser amor tinha que ser mais forte do que a razão» Sem duvida nenhuma, sem nenhuma interrogação. O amor é e tem (ou devia de ser) mais forte do que a razão, do que nós, do que tudo. O amor vai voltar a ser o que faz o mundo girar, um dia, talvez.

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.