December 06, 2009

Viver ou morrer

É tudo uma questão de escolha. Nós escolhemos pelo que lutar, nós escolhemos se lutamos ou não. Nós é que escolhemos se acreditamos se vale a pena lutar ou cruzar os braços e sentar-mo-nos. Somos sempre nós que fazemos as nossas escolhas. Um dia mais tarde, até podemos arrepender-nos é verdade, mas isso é como tudo na vida. E eu cheguei à conclusão que só me arrependo daquilo que deixo por fazer. Preciso dizer uma grande asneira no momento e até ficar a pensar nisso, mas sei que se ficar sentada à espera que alguém faça por mim me sentirei muito pior. Mais uma vez é uma escolha. Eu escolho sempre. E quando não posso ou digo que não posso escolher, acreditem são sempre razões estúpidas. As pessoas só nos obrigam mesmo, quando não temos quaisquer saída e até isso acontecer, tornem a acreditar, tem que se passar muita coisa. Eu já passei por muitas, e já escolhi outras tantas. Mas sei que cada dia vou ter que escolher ainda mais coisas. Todos os dias, minuto a minuto. A vida é assim mesmo. Tu escolhes se queres que a vida passe por ti, utilizando-a e vivendo da melhor maneira ou podes escolher deixa-la passar como se nada fosse (escolhes morrer) porque se viveres mal, desculpa, mas isso não é viver. Tens que crescer e aprender. A vida não te dá nada. Ajuda-te, completa-te. Mas tu, com os teus braços e a tua força é que defines cada pormenor daquilo a que chamas vida, daquilo a que um dia vais dizer que são partes de ti, recordações e momentos. 

No comments:

Post a Comment