December 14, 2009

De vez em quando acontece

Normalmente as pessoas várias vezes cometem o erro de tentar esquecer as coisas antes do devido tempo. Elas lutam, e dizem que já está a passar. Julgam que assim se consciencializam mais facilmente de si mesmas, do que desejavam conseguir querer. E no fim de contas, é uma grande fachada porque não conseguem e acabam por ficar feitas em nada. Tentando subtrair uma coisa que não conseguirão tão cedo. Não vale a pena apressar o processo, ele levará sempre o tempo que precisar. Não é que ninguém saiba disto, não é que nunca ninguém tenha escrito nada acerca de tal assunto, mas a verdade é que nunca é demais dizê-lo, nunca é demais escrever sobre esta necessidade que assiste a todas as pessoas. Tentam de todas as formas e de todas as maneiras alcançar algo que no fundo ainda não desejam, e só quando falham e metem os pés pelas mãos é que vêm que ainda é cedo, que a altura não tardará, mas que não era agora, nem irá ser já. 


Inspirado em: 

«Quando comecei a escrever queria esquecer-te à viva força como quem arranca as crostas de uma ferida que ainda não sarou. O resultado foi semelhante, fiquei com a alma em carne viva. Pode existir maior cliché? Não, mas só quem nunca sofreu um grande desgosto de amor é que não sabe do que aqui falo.» Margarida rebelo pinto

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.