November 30, 2009

O meu mar

Podia começar por dizer que o mar é muito importante para mim, que significa muito na minha vida. Mas não quero. O mar é como a nossa vida, as ondas que vão e que vêm, são as coisas que a vida nos dá. A diferença é que as ondas vão e vêm sempre e as coisas que passam pela nossa vida nem sempre permanecem, ou então têm um tempo delimitado e nós só descobrimos quando elas nos viram as costas e se vão embora. Mas o mar, por mais agitado que esteja trás-nos calma, trás-nos uma paz, pelo menos a mim, que eu preciso. A vida quando é muito agitada, dá-nos tudo menos a calma; mas o mar não, podia ficar o dia inteiro a olhar para o mar ou perto dele. Sentada ou a caminhar na areia durante horas. Mesmo que estivesse o maior dia de frio, iria sentir-me melhor perto do mar. De vez em quando gostava de sair daqui, destas quatro paredes, deste mundinho e seguir directamente para a praia mais próxima. Não era para afogar mágoas nenhumas, mas, às vezes pensar e reflectir também faz bem. Mesmo quando a vida corre normalmente, bem, cheia de coisas boas. Faz bem pararmos e pensarmos. Fazer-mos uma retrospectiva das coisas que nos rodeiam, que vão passando por nós e se vão embora, sabes? Como as ondas do mar. Ás vezes deixar coisas enterradas na areia, que mais tarde são levadas pelo mar, limpa-nos a alma, faz-nos bem. E não é de coisas que nos fazem bem que devemos viver rodeados? É, eu sei que sim. Agora sei. Por isso, agarra-me. Agarra-me hoje, felicidade. Aperta-me bem, para eu nunca deixar de sorrir. 

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.